Você sabe a diferença entre o perfil A e B na geração do SPED FISCAL?

Olá! Neste post  te convidamos a conhecer as características dos perfis para a geração da Escrituração Fiscal Digital. Vamos lá?

Falaremos dos Perfis A e B do SPED que são os mais  utilizados pelas empresas.
No perfil A, a estrutura e apresentação dos documentos são mais detalhadas e requerem geração mais cuidadosa. Este perfil apresenta uma série de registros, alguns dos quais são documentos fiscais emitidos pelo usuário, de modo que qualquer emissão diária que ocorra no equipamento que emite o cupom fiscal (ECF), deve ser informada com atenção.
Devido à complexidade dos detalhes, é de extrema importância o acordo com as empresas de software ERP para que os dados possam ser importados via arquivo digital, caso contrário será necessário empregar uma grande força de trabalho, sem contar o tempo gasto na entrada de dados relativos a este perfil, aumentando o custo das taxas.

Já o Perfil B do SPED é aplicado a empresas que estão enquadradas dentro do Simples Nacional. Este perfil apresenta informações mais resumidas ou seja, carrega os dados do cabeçalho, os itens e os totalizadores das notas.

A transmissão de informações fiscais mudou consideravelmente com o advento dos sistemas públicos de escrituração digital. Portanto, reunir os dados exigidos pelo fisco no SPED, pode ser uma tarefa complexa, mas quando as empresas mantêm seus dados organizados e atualizados, o envio se torna mais fácil e menos trabalhoso.

Importante ressaltar que um pequeno erro pode levar à incompatibilidade de dados, por isso a dica é ficar atento no preenchimento para evitar problemas com a Receita Federal.
Embora esse trabalho seja de responsabilidade do contador, os gestores da empresa devem estar atentos a todo o processo. Dúvidas referentes aos registros, documentos e códigos, consulte sua contabilidade.

Dúvidas ou sugestões de melhorias, entre em contato com nosso time de suporte! 😉

Boas Vendas!

Was this article helpful?

Leave A Comment?